Translate:

Pesquisar este blog

Receba as atualizações do blog em seu e-mail:

• Arguivo do blog

sábado, 23 de julho de 2016

AS PATACOADAS NO TEMPLO.

 Patacoada. Você sabe o que é isso? Significa palhaçada, falta de bom senso, desequilíbrio emocional.
Nestes dias, as patacoadas acontecem em muitos púlpitos evangélicos pentecostais e, praticamente, entre todos os seus ouvintes. Quem duvidar assista aos programas sabatinos nas redes de televisão. Aliás, não vejo como aceitável programas de televisão para crentes. Seus apresentadores deveriam divulgar a Palavra do evangelho, porque crente deve alimentar-se em sua igreja.
Bem, retomando a questão das patacoadas, precisamos entender que a verdadeira alegria espiritual não se manifesta com os brados (às vezes coletivamente induzidos) de inconsequentes "aleluias" é "glórias".
Muitos pregadores intensificam a voz, usam acompanhamento "musical" respectivamente crescente, a fim de estimular os ouvintes a essa ridícula patacoada, não raro, acompanhada de outra: as palmas também automáticas. Palmas para quem, para quê? Para o pregador? Para incentivá-lo?
Os crentes pentecostais não podem continuar com essa tão grande manifestação de despreparo bíblico. É necessário ter em mente o que o apóstolo Paulo recomenda: "inteligência espiritual" (Cl 1.9) e "decência e ordem" (1Co 14.40). Além disso, zelar pelo discernimento (Hb 5.14).
Não me digam que estou inibindo expressões de louvor ao Senhor, ou a doce manifestação do Espírito Santo. Na verdade, só estou recriminando as patacoadas. Posso?
Ev. Izaldil Tavares de Castro.

Um comentário:

  1. Mas é claro que pode. Estes desequilíbrios emocionais infiltrados no pentecostalismo, devem ser denunciados sempre. Nós, pentecostais, precisamos ser conhecidos como um povo que lê, raciocina e que sabe prestar um culto racional. Chega de estroinices em nosso meio. Chega de emocionalismo. Chega, chega de patacoadas. Abraços...

    ResponderExcluir