Translate:

Pesquisar este blog

Receba as atualizações do blog em seu e-mail:

• Arguivo do blog

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

TU SABES OU VOCÊ SABE?

 "Tu" e "você" são duas formas de nos referirmos à mesma pessoa. Entre outros fatores, observa-se o uso regional de uma ou de outra forma. Por exemplo, os gaúchos não usam "você"; mas os paulistas não usam "tu". Quem está certo? Até aí, os dois!
O erro começa quando as pessoas não observam que o pronome "tu" exige o verbo na segunda pessoa do singular. "Você" leva o verbo para a terceira pessoa do singular. quanta gente diz: "Tu quer café?". Erro! O verbo deveria estar flexionado na segunda pessoa do singular: "queres".
Bem, escolha! Mas se der preferência à forma "tu" não erre o verbo; isso é, não cometa erro de concordância verbal. Melhor manter a simplicidade do "você", do que meter-se a "tu" erradamente.
A tradição católico-romana nas suas orações deu preferência ao uso da segunda pessoa do plural (em sinal de respeito, diziam). Mas, o despreparo das pessoas provocou erros como os que se veem na oração sugerida por Jesus.... Começam-na em segunda pessoa do singular (tu) e passam para a segunda do plural (vós). Veja um trecho da oração em cada pessoa: Acompanhe cuidadosamente as diferenças!
Em segunda pessoa do singular:
"Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome. Venha o teu Reino; seja feita a tua vontade, tanto na terra como no céu. O pão nosso de cada dia dá-nos hoje".
Em terceira pessoa do singular:
Pai nosso, que está nos céus, santificado seja o seu nome. Venha o seu Reino; seja feita a sua vontade, tanto na terra como no céu. O pão nosso de cada dia dê-nos hoje".
Em segunda pessoa do plural:
Pai nosso, que estais nos céus, santificado seja o vosso nome. Venha o vosso Reino; seja feita a vossa vontade, tanto na terra como no céu. O pão nosso de cada dia dai-nos hoje".
Viu as diferenças? Cuidado!
Noutro momento vou explicar: "para eu" ou "para mim"?

Nenhum comentário:

Postar um comentário