Translate:

Pesquisar este blog

Receba as atualizações do blog em seu e-mail:

• Arguivo do blog

sexta-feira, 17 de junho de 2016

SEM EXAMINAR AS ESCRITURAS, ERRAMOS SEMPRE!

A maior parte dos ensinamentos provindos dessa corrente chamada neopentecostalismo (muitos chamam de pós-neopentecostalismo) conduz as pessoas a atitudes religiosas que ferem gravemente os princípios bíblicos. Aliás, para eles, a Bíblia só serve para recortar trechos do Antigo Testamento, adaptáveis aos seus mais escusos interesses.
Vem basicamente das igrejas Universal do Reino de Deus, de Edir Macedo e Internacional da Graça de Deus, de seu cunhado RR Soares a falsa doutrina do direito de exigir a ação de Deus. Isso mesmo: "Exigir, porque você tem direito!".
Essa falsa doutrina já invadiu corações e mentes de tal maneira que, mesmo não frequentando os ambientes citados, muitos crentes, influenciados pelas composições "gospel" (um reforço daquela pseudoteologia) têm caído nessa cilada.
Por acaso, é cabível compreender que Deus ordene que a igreja se reúna, em tal dia, hora ou lugar, para pedir algo que ele não vai fazer? Claro que não precisa ser profeta, nem muito inteligente, para perceber o erro doutrinário! O que falta a essa gente é estudo bíblico, mesmo! Isso é um grave desrespeito à Soberania de Deus.
Não é raro que crentes, movidos por uma necessidade, elevem orações pedindo a providência divina. Isso não é errado, pois Jesus disse que o que for pedido em seu Nome o Pai o fará.
Mas, o que é pedir "em nome de Jesus"? Será que em nome d'Ele estou capacitado para cobrar uma bênção que me interesse? Evidentemente não! "Pedir em Nome de Jesus" é pedir segundo o seu exemplo, que, no Gólgota, pediu ao Pai que o livrasse da morte angustiante. Esse era desejo do Senhor Jesus naquela circunstância. Entretanto, Jesus entregou o seu pedido à vontade de Deus, quando disse: "Seja feita a Tua vontade". (Lc 22.42).
O Senhor Jesus sempre enfatizou a vontade do Pai. Quando ensinou os discípulos a orar, disse: "...Seja feita a Tua vontade".
Tiago ensina que devemos em tudo compreender e antecipar a vontade de Deus. "Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo" (Tg 4.13-15).
A Bíblia não pode ser deixada à parte, se quisermos procurar uma vida que se conforme à vontade de Deus.
Ev. Izaldil Tavares de Castro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário