Translate:

Pesquisar este blog

Receba as atualizações do blog em seu e-mail:

• Arguivo do blog

domingo, 19 de junho de 2016

O NOME DE JESUS


 Meditemos:
O que significa pedir? Significa solicitar de alguém aquilo que não se alcançará ou resolverá por meios próprios; a noção de pedir sugere fraqueza, inabilidade ou humildade daquele que pede.
O que significa exigir? Significa impor uma ordem a outrem, sem permissão para ação oposta. A noção de exigir sugere a posse de um poder próprio ou outorgado por quem seja superior àquele que exige por delegação.
Isto posto, convém pensar nas situações em que o ...crente se vale do Nome de Jesus. O Senhor disse: "E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei para que o Pai seja glorificado (Jo 14.13). Aqui emprega-se a noção de pedir, por causa da impossibilidade dos meios próprios do solicitante. O Nome de Jesus é o penhor que tem o salvo, para ser atendido em suas necessidades.
Pedimos ao Senhor e somos atendidos, pela confluência de duas situações: o nosso reconhecimento pessoal de fraqueza e inabilidade diante de uma circunstância, por um lado e por outro a perene e inalienável promessa de que o Pai nos atende em Seu nome.
Muitas vezes pedimos e não recebemos, porque não nos colocamos na posição de inábeis e fracos. "Pedis e não recebeis, porque pedis mal..." (Tg 4.2). Segundo diz Tiago, o pedir mal é pedir para, apenas, ter satisfação pessoal. Isso não glorifica ao Pai. Quem assim faz não se vê inábil, mas arroga-se o direito de receber.
Noutro plano está o exigir em nome de Jesus. Aqui não se trata de solicitar ajuda, mas envolve a manifestação poder outorgado por Jesus. Paulo escreve: "A minha palavra e a minha pregação não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração do Espírito e de poder..." (1Co 2.4).
A exigência de que algo se cumpra, em nome de Jesus, justifica-se pela promessa que o Senhor nos deixou: "Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. E estes sinais seguirão aos que crerem: em meu nome expulsarão demônios..." (Mc 16.16-17). Aqui se trata de investidura; Jesus delega poder aos seus servos.
O crente não pede para Jesus expulsar demônios, porque o Senhor já lhe delegou tal poder. O crente recebeu a virtude do Espírito Santo (At 1.8).
Dessa forma, com inteligência espiritual, precisamos discernir as circunstâncias ao apelarmos para o Nome Santo. Não se exige cura, nem solução de problemas materiais em nome de Jesus. Para tais casos, apelamos para o atendimento que ele prometeu, se for do agrado d'Ele. Ele cura se lhe convier (a Ele, não a nós); Ele resolve nossas dificuldades, se lhe convier. Ele governa todas as situações.
Quanto aos demônios, eles são expulso da vida do oprimido pelo poder que está no Seu Nome; um poder outorgado à Igreja do Senhor.
. Isso não implica que não haja empenho do crente, conforme relata a passagem no evangelho de Mateus, 17.19-21.
Que Deus nos ajude a bem discernir a Sua vontade e a participar com entendimento das riquezas inefáveis de Suas promessas aos que creem.
Ev. Izaldil Tavares de Castro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário