Translate:

Pesquisar este blog

Receba as atualizações do blog em seu e-mail:

• Arguivo do blog

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

MAIS MAUS COSTUMES NAS IGREJAS!

 A Bíblia registra a ordem de Jesus para que a Sua Igreja faça discípulos. Basta que se leia Mateus, 28.19-20. A ordem do Senhor é "ensinar" todas as nações. Nada sugere que se angariem simpatizantes do evangelho. Um discípulo não é um simpatizante: é alguém que vem para aprender. A aprendizagem é feita pela pregação da Palavra de Deus. O apóstolo Paulo pergunta, em Romanos, 10.14: "... como ouvirão, se não houver quem pregue?"
Grande parte da igreja deste século está mais interessada em "simpatizantes" do que em "discípulos"; portanto, prega pouco e canta muito. Mas não canta para louvar e adorar a Deus; canta para conquistar simpatizantes! O evangelismo atual é feito por "cantores" (gospel).
O que me despertou para este problema é o fato de já ter ouvido inúmeros "testemunhos de conversão" pela audição de canções como aquela que diz que você é uma raridade, outra diz: "Teus inimigos vão te aplaudir de pé!". Onde foi parar o evangelismo? É daí que vem a falta de sabedoria para dizer que "todos os ritmos servem para...". Servem para quê, irmão? Para conquistar simpatizantes da igreja evangélica? É bom observar que "simpatizantes de Cristo" são desconhecidos d'Ele. A Bíblia diz que muitos dirão ao Senhor: "Em teu nome...", mas Ele dirá que não os conhece!
A música é atividade de adoração e louvor a Deus, por isso deve ser produzida com reverência e contemplação da glória divina. Cabe num ritmo pagão?
A conquista de almas é produzida pela pregação do evangelho: "E disse-lhes: Ide por todo o mundo e "pregai" o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado" (aspas minhas em Marcos 16.16).
Querem continuar com a cantoria inócua? Continuem, mas não aleguem ignorância!
Ev. Izaldil Tavares de Castro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário