Translate:

Pesquisar este blog

Receba as atualizações do blog em seu e-mail:

• Arguivo do blog

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

A metonímia no capítulo 14 da carta do apóstolo Paulo aos crentes romanos

Magno Paganelli


O Capítulo 14 da carta aos Romanos é uma verdadeira aula de convivência amistosa entre pessoas que pensam e que são diferentes, sobretudo em um ambiente com tamanha diversidade social, econômica, cultural e espiritual, como a Igreja. Na leitura que fiz hoje dos quatro últimos capítulos da carta, destaco o versículo 14, que diz:

"Como alguém que está no Senhor Jesus, tenho plena convicção de que nenhum alimento é por si mesmo impuro, a não ser para quem assim o considere; para ele é impuro".

Tais palavras apontam na direção de uma atitude tolerante, respeitosa com as diferenças, ao mesmo tempo que estimulam o crescimento contínuo. Paulo usou o exemplo da privação de determinados alimentos, tomando a parte (o alimento) pelo todo (as demais proibições religiosas). Uma metonímia.

Ao fazer isso, eliminou o achatamento das diferenças entre pessoas da fé, permitindo que cada um desenvolva a sua própria relação pessoal com o Senhor, ao mesmo tempo que provoca o respeito entre as pessoas e suas diferenças. Desse modo, ficam de fora todas as tentativas de uniformização da fé e do comportamento humano, tão perniciosas, e que a meu ver são contrárias ao espírito de liberdade que devemos ter em Cristo.

__________

Paganelli é Pastor, escreve há mais de 20 anos e já tem cerca de 30 livros publicados. É Professor de disciplinas do Novo Testamento no Instituto Bíblico das Assembleias de Deus (IBAD) e Professor no Seminário Teológico Evangélico Betel Brasileiro, em São Paulo. Doutorando em História Social na Universidade de São Paulo.

Paganelli compartilhou o conteúdo, aqui exposto, em seu perfil no Facebook, dia 15 de janeiro de 2016, https: // www . facebook. com/profile.php?id=580141593


E.A.G.

Fonte: blog Belverede - http://belverede.blogspot.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário