Translate:

Pesquisar este blog

Receba as atualizações do blog em seu e-mail:

• Arguivo do blog

quinta-feira, 23 de julho de 2015

IGREJA NOS LARES: UM GRANDE EQUÍVOCO

 "E, depois de terem jantado, disse Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de Jonas, amas-me mais do que estes? E ele respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe: Apascenta os meus cordeiros..." (João, 21.15-17).
Foram três as vezes que o Senhor interpelou a Pedro, antes de determinar que ele pastoreasse aquelas ovelhas, o que ficou esclarecido no dia de Pentecostes, quando, após a pregação de Pedro, quase três mil almas se converter...am.
Evidentemente esses crentes formaram uma congregação "E tendo eles orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos..." (Atos, 4.31).
Paulo enviou cartas às igrejas (congregações) e o Apocalipse registra as mensagens do Senhor Jesus a sete igrejas (Apocalipse, 2;3).
Paulo deixou Tito em Creta "para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam e, de cidade em cidade, estabelecesses presbíteros, como já te mandei:...".
As referências bíblicas mostram que a igreja organizada resulta de instruções do Senhor. Aliás, desde o Antigo Testamento, Deus dirigiu-se muitas vezes, por meio de seus profetas à "congregação de Israel". No Salmo 122.1, o salmista diz "Alegrei-me quando me disseram: Vamos à Casa do Senhor". Em Hebreus está a recomendação para que não se abandone a congregação: " Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns;..." (Hebreus, 10.25).
Entretanto, tem havido pessoas que incentivam o abandono da congregação, para formarem grupos domésticos autônomos, aos quais denominam "Igrejas nos Lares". Em que parte da Bíblia está essa recomendação? Em nenhuma, pelo que já está exposto acima. Trata-se de pessoas que não se adequaram a suas igrejas e muitas já se tornaram "turistas de igrejas" à procura de um lugar em que suas vontades ou interesses pessoais sejam atendidos.
Paulo mandou a Tito que "organizasse" o que faltava, e que estabelecesse pastores, logo, é falaciosa a afirmação fanática de alguns que não aceitam a orientação pastoral e proclamam "Meu pastor é Jesus Cristo". Para contestar essa ignorante afirmação basta ler o que Paulo escreveu em Efésios, 4.11: "E ele mesmo deu uns para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores...".
Dessa forma, o crente que decide seguir essas orientações desviadas da Bíblia, porque parece encontrar o caminho para suas frustrações eclesiásticas, envereda-se pelo trajeto do erro, o qual, na maioria das vezes, resulta heresias e distorções que o levarão à condenação divina.
Se alguém está em desacordo com a orientação em sua igreja, deve procurar o pastor para esclarecer a questão. Caso não haja acerto nos pontos de vista (desde que bíblicos) o crente deve procurar filiar-se a outra igreja com cujos pontos de vista concorde. Jamais o crente deverá afastar-se rebeldemente, associando-se a grupos domésticos, quase sempre constituídos de pessoas em desacerto com a Palavra de Deus, ou deixar a sua igreja para apoiar e acompanhar o exemplo de um "grande amigo".
Ev. Izaldil Tavares de Castro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário