Translate:

Pesquisar este blog

Receba as atualizações do blog em seu e-mail:

• Arguivo do blog

domingo, 29 de agosto de 2010

DOIS HOMENS, DOIS CAMINHOS, DOIS DESTINOS

Leitura Bíblica para meditação: Salmo 1.
INTRODUÇÃO.
Deus permite que o ser humano decida o caminho que pretende seguir. Entretanto, deixa bem claro o resultado de cada decisão. No Éden, Adão estava ciente dos efeitos de suas escolhas. Quando resolveu desobedecer, não o fez por inocência; mas, porque preferiu a influência da serpente.
Caim decidira matar seu irmão, entretanto, Deus lhe mostrou que resultados teria como efeito de sua decisão. Por outro lado, Abraão preferiu seguir a orientação divina e colheu os frutos de sua obediência (Gn 12:4). Também Noé optou pela obediência e colheu seus frutos de vida. (Gn 6:22; Gn 9:1)
Porque pode decidir seu caminho, a humanidade se divide em duas partes: os sábios e os loucos.
O homem foi criado como sábio, mas optou pela desobediência e iniciou a geração dos loucos. A loucura dos homens tem levado a humanidade às mais terríveis consequências; e o mal, por ter sido aceito, espalha-se assustadoramente por toda a Terra. O mundo está adormecido no maligno. O caminho do mal força a impossibilidade de retorno e conduz a um agravamento indescritível. Nosso século é testemunha do incremento do mal.

1. A ORIENTAÇÃO PARA A ESCOLHA CERTA
A Palavra de Deus é rica em orientação para a escolha do caminho. Em Êxodo, 19: 5: “Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes o meu concerto, então, sereis minha propriedade peculiar dentre todos os povos;...”. O conselho é ouvir diligentemente a voz do Senhor, decidir pela obediência à sua lei.
O Salmo 1 ilustra de modo cristalino a verdade que esta mensagem traz. A vida do homem está diretamente relacionada às suas escolhas.

2. DOIS HOMENS; DOIS CAMINHOS.
As Escrituras Sagradas fazem referência a dois tipos de homens: o que obedece às determinações do Senhor e o ímpio. Há um abençoado e um amaldiçoado: (a) “Bem-aventurado o que não anda segundo o conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores e não se assenta na roda dos escarnecedores.” (b) “Não são assim os ímpios...” (v. 4). Se eles não são assim; são o oposto! A que grupo de homens nós pertencemos? As escolhas determinam os resultados.

3. AS ESCOLHAS QUE DEFINEM OS RESULTADOS.
As atitudes do abençoado o favorecem. (v. 3)
O bem-aventurado tem o seu prazer na Lei do Senhor. Medita nela de dia e de noite. Dessa forma, se escolhermos ser bem-aventurados, a receita a seguir é uma vida voltada para a meditação na Lei do Senhor e obediência à sua Palavra. Deus quer que a opção seja integral. Essa disposição do bem-aventurado traz bênçãos incalculáveis:
a) será como árvore frutífera: (João 15: 1-2).
b) estará junto a ribeiros de águas: A água representa o refrigério da alma, promovido pelo Espírito Santo que é derramado nos corações. (Is 44: 3) “... derramarei rios pobre os sedentos...”.
c) dará frutos de justiça: Lc 8: 15; João 15: 5 “... dá muito fruto”.
d) será próspero em tudo: Gn 39: 22-23 “O Senhor estava com José... o Senhor prosperava tudo quanto ele fazia”.

As atitudes do ímpio o levam à desgraça. (v. 4-5)
O ímpio não será como o bem-aventurado:
a) será como a folha seca que o vento espalha. Is 5: 24.
b) não têm desculpas diante do Juiz: Mateus 25: 41.
c) serão expurgados do meio dos justos: Salmo 101: 7-8
d) Deus não aprova sua decisão: Jr 2: 35-37.

4. DEUS AVALIA OS CAMINHOS DOS HOMENS.
“Porque o Senhor conhece o caminho dos justos” (v. 6). Deus dá o seu aval ao caminho do justo, por isso determina a sua bênção.
... “mas o caminho dos ímpios perecerá”. Deus determina a condenação do ímpio.

CONCLUSÃO.
Diante da limpidez da Palavra de Deus, relativamente a um dos caminhos que o homem pode seguir, não resta dúvida que a própria inteligência humana deveria escolher o caminho do justo. Mas a inteligência humana está contaminada pelo pecado. Essa contaminação cega o homem e ele passa a criar falsos caminhos, quando diz que “todos os caminhos” conduzem a Deus. Não há, porém, mais que dois caminhos: um leva à salvação e outro leva à perdição. Mateus 7: 13-14.
Amigos, não há saída, qualquer um de nós está trilhando um desses dois caminhos. Há como sair do caminho mau. Jesus Cristo, que veio buscar e salvar o que se havia perdido. Aceite tão grande oferta do Céu e trace um destino de felicidade eterna com o Senhor. Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário