Translate:

Pesquisar este blog

Receba as atualizações do blog em seu e-mail:

• Arguivo do blog

segunda-feira, 26 de julho de 2010

PROBLEMAS COM A LÍNGUA I

Prof Izaldil Tavares de Castro.
Parodiando o ilustre poeta Carlos Drummond de Andrade, ouso dizer que lidar com palavras não é fácil, não. Em nossa época, então, parece que a coisa está ficando mais difícil ainda.
Costumo ler os comentários de leitores de notícias da imprensa e de blogues vários. Meu Deus! Quanta insuficiência! Fala-se em Acordo Ortográfico da língua-mãe, o qual insere várias alterações, sobretudo no que se refere à acentuação gráfica. Não vejo muito para quê. Por isso, decidi manter neste texto a “velha ortografia” como já a chamam.
Justifico: a julgar pela ineficiência de vocabulário e de ortografia (para não apontar mais problemas) de nossa gente, não há por que se falar em Acordo Ortográfico.
Perguntei, outro dia, durante uma aula, que significado os alunos atribuem à palavra “idônea”. Resposta imediata (e geral): pessoa idosa!
Outra: escrevi na lousa duas palavras “revolver” e “medico”. Respostas: arma de fogo e profissional da medicina! Pra que falar em acentuação gráfica, então?!
Numa prova, apareceu a palavra “maça” e uma professora (de Português!) mandou corrigir a questão: “Gente, houve uma falha de digitação aí, ponham o til!”.
Para quem não sabe (mas não creio que meus leitores se enquadrem nisso) dou as respectivas “traduções”: Com as duas palavras anteriores eu não me referi a arma de fogo, mas ao verbo “revolver”, isto é “remexer, revirar”. Vejam que não escrevi “revólver”! O mesmo com “medico”, presente do verbo medicar! Se sou médico, então medico! E “maça” nada mais é do que um “porrete”, um pedaço de pau! Nada a ver com o saboroso fruto, nem com a mistura de ingredientes, a “massa” do bolo! Dá pra ficar tranqüilo, ainda com o indefectível (!) trema?
A partir desta postagem, PROBLEMAS COM A LÍNGUA I, pretendo estender o assunto, apresentando problemas em grupos de cinco, com as respectivas correções e comentários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário