Translate:

Pesquisar este blog

Receba as atualizações do blog em seu e-mail:

• Arguivo do blog

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

SOMOS ANALFABETOS FUNCIONAIS


Iniciemos esta conversa com uma pergunta aparentemente simples: “o que é ler?”. Normalmente se diz que a leitura é uma prática dos “alfabetizados”; isto é, quem foi à escola fundamental - outrora chamada primária - sabe ler. Começa aí o grande engano.
Considerada a sua população, o Brasil não ocupa a posição de celeiro do preparo intelectual; vale dizer que somos carentes das oportunidades de conhecimento. Por esse motivo, desde os nossos antepassados, ouvimos que crianças vão à escola para “aprender a ler”. Não é verdadeira tal afirmação. As crianças vão à escola - num contexto generalizado - para serem alfabetizadas.
A diferença entre ser alfabetizado e ser leitor é muito significativa; aquele (o alfabetizado) foi preparado para distinguir e desenhar sinais avulsos (as letras e os algarismos), ou encadeados (as palavras), porque foi levado a “memorizar” formas gráficas, geralmente associadas a uma figura correspondente (lembram-se os leitores de Caminho Suave?).
Por sua vez, o indivíduo leitor atua diferentemente do mero processo da memorização de símbolos: ele os interpreta; acha neles a informação transmitida dentro de um contexto. Não há dúvida de que o intérprete de um texto escrito há de ser um alfabetizado. Mas não apenas isso.
“Ler” é extrair do conteúdo escrito a exata medida da informação ali contida; sem acréscimos (extrapolações) e sem reduções ou omissões de dados não percebidos. Assim, toda leitura verdadeira conduz a mente a um trabalho de “digestão”, da qual sai um conhecimento novo ou realimentado.
Vivemos a geração do “fast food” intelectual. Não há leitura, propriamente dita, nem, evidentemente, “digestão”. Todavia, “escrevemos”, postamos nas redes sociais, fazemos comentários sobre o que outros postaram, com a incrível displicência de quem não se deu o trabalho de digerir. Tornamo-nos uma sociedade de analfabetos funcionais! Complicado!

Nenhum comentário:

Postar um comentário