Translate:

Pesquisar este blog

Receba as atualizações do blog em seu e-mail:

• Arguivo do blog

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

A QUEM OUVIR: AO PAPA OU A JESUS?

As palavras do papa Francisco são tão importantes que "até" Jesus concorda com ele! Pelo menos isso é o que afirmou o bispo petista, Dom Angélico Sândalo Bernardino. A referida autoridade católica desnudou, em Aparecida, a veemência do seu lado petista, portanto, anticristão.
Inflamado em seu rubro discurso, o bispo afirmou que as palavras do Senhor Jesus, as quais criticavam os ricos exploradores dos miseráveis naquelas regiões, "...casam" perfeitamente com o que diz o papa Francisco. Expressamente diz: "... impressionante como a mensagem de Jesus casa bem com a palavra do papa Francisco!"
Que inversão desrespeitosa! Melhor seria que o papa Francisco dissesse palavras que casam com o que disse o Filho de Deus. Mas a fala do religioso deixa a inequívoca intenção de exaltar o papa e seu posicionamento esquerdista, "fazendo" que a mensagem do Senhor esteja em concordância com a voz papal.
Interessante é haver por aqui quem queira calar politicamente a palavra dos evangélicos, alegando que o Brasil é um país laico! Todavia, parece que a Catedral de Aparecida é território livre para as bandeiras vermelhas.
O bispo deveria saber que Jesus não fez pregação política, nem partidária. Ele mesmo declarou a Pilatos: "...o meu reino não é deste mundo; se o meu reino fosse deste mundo, lutariam os meus servos, para que eu não fosse entregue aos judeus; mas, agora, o meu reino não é daqui" (João, 18.36). Usar as palavras de Jesus para defesa de ideais políticos é agir como Pôncio Pilatos, que ignorava quem é o Cristo de Deus.
O bispo católico remete, ainda, a sua fúria contra o atual governo da República, e profere apoio irrestrito à prática de greves. Aplaude e incentiva a greve dos bancários. Que evangelho é esse? Não é do Reino do Mestre! Trata-se, sim, de um falso evangelho, sobre o qual o apóstolo Paulo advertiu, chamando-o de anátema, isto é, totalmente maldito (Gl 1.8-9) Diz, ainda, o apóstolo dos gentios: "Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho" (Gl 1.6).
Portanto, caso se considere que o Brasil é país laico, a homilia de Dom Angélico torna-se dispensável. Por outro lado, a mesma homilia mostra quanto a preeminência das palavras de Jesus foi posta à parte e violada em favor de Francisco.
Ev. Izaldil Tavares de Castro.

Um comentário:

  1. Muito rico e não compartilhar é não contribuir para clarear a mente do nosso povo.

    ResponderExcluir