Translate:

Pesquisar este blog

Receba as atualizações do blog em seu e-mail:

• Arguivo do blog

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

SÍNDROME MUITO PERIGOSA

 Não é sempre que temos claro discernimento (percepção) de fenômenos que eclodem no seio da Igreja: Deus distribui como quer as orientações para o seu povo; portanto, devemos ser absolutamente atentos à Escritura e ter bons ouvidos para os seus conselhos.
Neste século, vê-se crescer, servindo-se mormente desta mídia social, a perversa "síndrome da desestruturação eclesiástica", levada a efeito por cristãos até bem conceituados no meio evangélico. Essa síndrome espalha-se como erva daninha nas denominações pentecostais, numa evidente conclamação para a rebeldia contra os ministros do evangelho; tal como vem minando todos os setores da sociedade.
Há líderes bem conhecidos no meio pentecostal os quais, feridos em alguns dos seus interesses, projetaram um levante contra algumas administrações. Isso tem arrebanhado crentes fracos na doutrina bíblica, para os arraiais em construção por esses pretensos e improdutivos "vigias" do trabalho alheio.
Todos começaram bem, pois, inicialmente, opunham-se ao grande mal trazido pelas falsas igrejas "evangélicas", ligadas ao tenebroso neopentecostalismo. Acontece que eles perderam a boa visão, e voltaram as armas contra seus próprios irmãos.
Hoje, pode-se avaliar - pelos comentários publicados diariamente - que a Igreja pentecostal sofre um tipo novo de agressão, montada em propostas totalmente antibíblicas! Na dúvida, leiamos 1Co 1.10!
Cabe àqueles que têm como lema a Palavra de Deus não se deixarem levar pela redes predadoras que são lançadas ao mar do evangelho trazido por Jesus Cristo, Senhor, Criador e Mantenedor da Igreja, à qual deu normas explícitas e implícitas de funcionamento neste mundo.
Na igreja primitiva, o Espírito Santo permitiu aos apóstolos a criação do diaconato. Na carta aos Efésios, o apóstolo Paulo esclarece que o próprio Senhor instituiu o ministério das igrejas e a sua finalidade (Ef 4.11).
Jesus chama "os que Ele mesmo quer"; "... E subiu ao monte e chamou para si os que ele quis; e vieram a ele" (Mc 3.13).
Ninguém pode ignorar aquele a quem o próprio Senhor dá investidura! Saulo ouviu a ameaça por sua ousadia: "... Eu sou Jesus, a quem tu persegues. Duro é para ti recalcular contra os aguilhões" (At 9.5).
"Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós divisões; antes sejais unidos, em um mesmo sentido e em um mesmo parecer" (1Co 1.10).
Ev. Izaldil Tavares de Castro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário