Translate:

Pesquisar este blog

Receba as atualizações do blog em seu e-mail:

• Arguivo do blog

domingo, 4 de setembro de 2011

O PERIGO DE NÃO OBEDECER ÀS ORDENS DE DEUS

“E tomou o Senhor Deus o homem, e o pôs no jardim do Éden, para o lavrar e para o guardar” (Gn 2: 15).
“... tomou do seu fruto e comeu, e deu também ao seu marido, e ele comeu com ela.” (Gn 3: 6);


Deus, ao criar todas as coisas que estão relatadas no livro do Gênesis, não abriu mão de sua direção para tudo quanto viesse a ocorrer. Alguns estudiosos ligados a uma Teologia antibíblica, porque prega o distanciamento de Deus com relação às ocorrências terrenas, discordam desse ponto de vista. Entretanto, os dois versículos assinalados mostram que Deus não desconhece os acontecimentos em quaisquer áreas: sejam genéticos, sociais, geofísicos ou astronômicos. Não há fenômeno desconhecido para Deus.
Quando o Senhor criou o homem, deu a ele um dever: lavrar a Terra e protegê-la. Adão deveria cumprir sua obrigação com seriedade e dedicação. Não há homem que esteja autorizado a descumprir as ordens divinas. Aquilo que está ordenado será feito ou trará grave responsabilidade ao infrator. O que Deus criou é obra divina e o ser humano deve estar a serviço dessa obra.
A Adão, o Senhor lhe fez uma ajudadora idônea, Eva, que “estivesse como diante dele” (Gn 2:18; 20). Deus fez a Eva para que estivesse próximo de Adão.
Quando Adão descuidou de suas funções e Eva distanciou-se dele e da ajuda que deveria dar na obra, abriram eles a brecha em que coube a atuação do inimigo. Quando a serpente induziu Eva ao erro, ela não estava em serviço juntamente com Adão, mas estava à parte. Onde estava Adão?
A Bíblia diz que o cordão de três dobras não se rebenta (Ec 4: 12). Quais são essas três dobras: são o homem, a mulher e Deus. Se homem e mulher distanciam-se do dever mútuo, Deus não está entre eles. Pode-se imaginar que, se Adão estivesse junto de Eva, a serpente não acharia espaço para influenciá-la.
O diabo procura sutilmente as brechas que as criaturas de Deus provocam, e ali instala o erro e o pecado. Essa mesma meditação pode ser atribuída à igreja de nossos dias. Cada crente recebeu de Deus um trabalho a executar e deve realizá-lo com temor e cuidado. O profeta Jeremias informa que é maldito aquele que faz a obra de Deus relaxadamente (Jr 48: 10).
Como estamos fazendo a obra? Não estaremos, como o primeiro casal, deixando espaço para a atuação do mal? Neemias, na construção dos muros de Jerusalém, manteve-se atento ao trabalho e não se deixou vencer pelas insinuações de Sambalate e Gesém, porque estava fazendo uma grande obra, por isso não poderia parar para abrir uma brecha perigosa (Ne 6: 1-3).
Que Deus nos ajude a levar a cabo a nossa tarefa, ainda que haja lutas, dificuldades e sacrifícios, porque, ao final, queremos ouvir do Rei: “... Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel; sobre o muito te colocarei. Entra no gozo do teu senhor” (Mt 25: 21).

Um comentário:

  1. Ótimo post irmão, que Deus abençoe o senhor e sua família!

    ResponderExcluir