Translate:

Pesquisar este blog

Receba as atualizações do blog em seu e-mail:

• Arguivo do blog

sábado, 3 de julho de 2010

PAZ? QUE PAZ?

Não se duvida de que vivemos dias de mudanças constantes. Tudo surpreende. De um dia para outro, vemos mudanças tecnológicas encantadoras; vemos mudanças comportamentais tão estranhas que muitos ficam boquiabertos. Há mudanças de costumes a cada momento. O mundo muda e muda!
O que causa estranheza é serem muitas mudanças tão sutis que passam despercebidas à maioria das pessoas. Não são tantos os que se surpreendem: só os observadores. Não é, porém, apenas na vida secular que as mudanças chegam rápido e sutilmente; elas invadem pelas portas as igrejas. Por isso há igrejas para todos os gostos (inclusive o de Deus?).
Evidentemente, não me refiro, neste passo, aos trajes e cuidados com a aparência, os quais, sendo discretos, não incomodam. O que surpreende é o fenômeno da alteração compassada e constante da linguagem usada no meio evangélico. O falar de alguns crentes está bem próximo do vocabulário mundano.
Muitos pregadores já não se abalam ao usar em suas exposições certos falares que deixariam corados alguns ouvintes. A homilia saiu dos modelos exagerados de expressão, mas descambou para formas menos enobrecedoras da linguagem. Os programas radiofônicos (difícil ouvir um até o fim, sem criticá-lo) muitas vezes têm se transformado em sessões de humorismo (barato), verdadeiras "pândegas" (lembram-se dessa palavra? Equivale a "chocarrice", entendeu?). Vindos de certos púlpitos, há dizeres que podem causar algum arrepio!
A Igreja Assembléia de Deus adotou desde o início uma saudação especial entre seus membros. Essa saudação é inteiramente cristã; pois o Senhor Jesus a instituiu. Os assembleianos saúdam-se (ainda?) com a "Paz do Senhor". A Paz que vem do Senhor Jesus não é a (paz) que vem do mundo; por isso, Jesus mesmo recomendou a identificação da paz que vem dele (Jo 14: 27).
Novidade: há algum tempo ouvem-se os que se saúdam simplesmente com "a paz". Ao se encontrarem dizem reciprocamente: "- A Paz!" É bíblico ou se trata de economia de palavras, propria dos tempos modernos?
Não é economia, não! É mau hábito. É falta de estar em pleno gozo da verdadeira Paz do Senhor Jesus e falta de contato com a Bíblia!
Pior: há "pastores-radialistas" que atendem seus contatos, saudando-os com "a paz". Imediatamente perguntam: "de onde você está falando?" (essa informação é muito importante para a aferição do "ibope" do programa. Provavelmente, o pobre consulente vai ouvir um pedido de "30% de dízimo" (trinta por cento de dízimo também é estranha novidade, não é?).
Bem, os tempos são outros; mas, a Igreja, parece-me, é a mesma. Pessoalmente creio que se deve restaurar a forma feliz, santa e agradável de distribuir a verdadeira Paz, saudando-nos com a doce "Paz do Senhor Jesus", à moda assembleiana. Que tal?

Um comentário:

  1. Mais uma vez, ótimo texto. Nunca tinha pensado nisso, e com certza me fez refletir bastante em meus próprios hábitos, eu crescida e criada na Assembléia de Deus.
    Camila Tavares

    ResponderExcluir