Translate:

Pesquisar este blog

Receba as atualizações do blog em seu e-mail:

• Arguivo do blog

segunda-feira, 21 de abril de 2014

MERCADÃO DE MILAGRES

 O homem contemporâneo, por força da civilização, habituou-se a alcançar seus objetivos de forma automática, sem maiores esforços, quer sejam físicos, quer sejam intelectuais. Até muitos trabalhos escolares são impressos do que vem via Internet! Quer um refrigerante? Coloque uma moeda na máquina e ela lhe dará uma latinha bem gelada.
O poeta Carlos Drummond de Andrade escreveu um poema em que repete o seguinte verso: "A máquina o fará por nós". Tudo está "facilitado"
Para os de melhor renda, o supermercado manda entregar as compras, de acordo com a lista de encomenda feita por telefone!
Numa circunstância dessa, fica difícil a compreensão das palavras de Cristo. O Mestre manda cada um tomar a sua cruz e seguir após ele. Seguir a Cristo carregando a nossa cruz? Loucura! Sim, uma loucura para o homem deste século de facilidades. É loucura para pessoas que aprenderam a comprar de um "deus" a satisfação de necessidades que seus corações criaram.
Tendo em vista essa situação, muitas "igrejas" descobriram a "galinha dos ovos de ouro" e passaram a ser um centro distribuidor de milagres; de atendimentos automáticos em troca de dinheiro. Tal como se pega um refrigerante na máquina, põe-se dinheiro num envelope, passe-se pela "corrente" e aguarda-se a bênção. Aguardar? Até quando? Bem, esse tempo só depende de sua "fé".
A fila dos "compradores de milagres" é tão grande que não há dúvida de que haverá "testemunhos". Haverá também incentivo para que a pessoa permaneça na fila e contribua assiduamente: seu milagre vai chegar. Enquanto espera, por que não adquirir uma "toalhinha", um vidrinho de azeite "sagrado", um DVD milagroso etc.?
Apóstolos mentirosos, missionários cuja missão é arrecadar dinheiro, bispos malandros, pastores fajutos e "obreiros" - os aspirantes ao episcopado bem remunerado completam o circo dos milagres.
O homem deste século não tem tempo para arrepender-se de seus pecados contra Deus, porque há um "deus" que está à sua disposição para garantir-lhe carrões, empregos relevantes, novos casamentos bem sucedidos, casas numa bela praia.
Enquanto isso, o pecado rola solto e o Cristo que diz "Venham a Mim os cansados e carregados de pecados" fica sem resposta: o homem continua virando-lhe as costas. Enquanto isso, há "atos proféticos" sobre a bandeira brasileira, dizendo que Deus vai tomar o Brasil para si. Mas o Brasil não quer a Deus! Mentirosos! Deus não toma para si a quem recusa a sua Palavra; a quem rejeita o seu Filho Jesus Cristo.
O Brasil é um país sujo, idólatra, feiticeiro, carente de arrependimento, mas não de bênçãos nem de milagres!.
Igrejas que pregam a necessidade de arrependimento, de uma vida regenerada, de conhecimento da Bíblia estão bem vazias, se comparadas aos enormes galpões que coletam a grana.
Mas essas mesmas igrejas sérias, cristãs e cristocêntricas estão caladas diante dessa desordem. Não clamam em alto e bom som contra a pátifaria toda. Aliás, muitas também já estão adotando os métodos diabólicos para a sua receita financeira.
Já há cultos em igrejas pentecostais sérias que tendem à pilantragem dos famosos "apóstolos". Que seus membros abram os olhos e não aceitem essa derrocada que os condizirá à vala comum do charlatanismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário