Translate:

Pesquisar este blog

Receba as atualizações do blog em seu e-mail:

• Arguivo do blog

quinta-feira, 14 de abril de 2011

DEPUTADO "GAY" QUER LUTAR CONTRA O CRISTIANISMO

Antes, “parabéns” à Rede Globo de Televisão! O Sistema Globo conseguiu mostrar à sociedade brasileira que seus programas (eu não quis dizer programações) ultrapassam o quadrângulo das telinhas. O BBB gerou um deputado!
É interessante que nesta terra tupiniquim as efemérides geram personalidades; isso não é fato novo. Bati o carro? Deu na mídia? Sou candidato a cargo político; porque a minha meta é fazer leis que defendam os desatentos que batem seus automóveis! Sou brigão? Esmurrei minha mulher? Sou candidato a cargo político; porque vou me opor à Lei Maria da Penha! O mais ridículo da história: o povo me elegerá!
Toda essa balbúrdia levou o país ao estilhaçamento da sociedade. O Congresso já não reúne parlamentares voltados para o bem comum (literalmente) dos brasileiros; cada legislador apoderou-se de um fragmento (que pena!) da sociedade. Há políticos que trabalham exclusivamente pela “causa gay”; outros que se firmaram como defensores dos “interesses dos afrodescendentes”; há, também, os que pugnam pelo que requerem as diversas entidades religiosas etc., etc., etc.
Só os ingênuos não veem má-fé nesse estilhaçamento. A sociedade absoluta pouco importa para grande parte dos políticos; o que lhes interessa é manter em seu “curral” aquela parcela de “gado” que lhes garante a posição. Tal sentimento egoísta desencadeia a guerra dos interesses. Aí surgem, à guisa de exemplo, os Jean Willys.
O “gay” deputado (não importa que ele seja “gay”; por isso, antepus o adjetivo) passou a requerer sua condição pessoal como ponto de partida válido para investir contra a parcela expressiva da sociedade que não concorda com as intenções antidemocráticas. E ele não está sozinho nisso. São investidas antidemocráticas, porque intentam sufocar o lado opositor.
Não ocorre perseguição alguma; aliás, aludir ao conceito de perseguição não passa de estratégia capaz de comover os corações incautos. Há no recôndito humano uma capacidade incalculável para se apresentar como vítima, a fim de alcançar interesses inconfessáveis. Somente tolos ignoram isso.
Certa ocasião, fui vítima de um infeliz prestador de serviços que causou prejuízo num aparelho eletrônico no interior da minha residência. Como me predispusesse a entrar em contato com a empresa em que ele trabalhava, o tal funcionário entrou no elevador, rasgou suas roupas e saiu pela portaria do prédio, alegando que eu o agredira! Deu-me trabalho o mentiroso!
Willys pretende pintar o povo evangélico como seu inimigo. Mentira! Somos inimigos do pecado e jamais nos calaremos diante disso. O senhor deputado, provindo do BBB, não precisa criar “factoides” (é assim que falam lá) a fim de obter apoio. Evangélicos nunca perseguiram pessoas, porque seguem os princípios instituídos por Cristo: “Amai os que vos odeiam”; a respeito desse assunto, leia-se o que registra o Evangelho de Lucas, 6: 27-31.
Deputado, procure outro assunto. Já que o elegeram, pense nos brasileiros que necessitam de moradia, de alimentos, de escolas — porque é grave a falta de instrução! Pense na falta de hospitais, de remédios, de asilos decentes. Isso falta à sociedade, independentemente de suas convicções religiosas. Saiba, Excelência, todo homem é livre para escolher seu caminho, e só há dois: o largo e o estreito. Em um deles Vossa Excelência está, sem dúvida!

2 comentários:

  1. parabéns por sua luta meu irmão.Que Deus renove suas forças todos os dias.
    Paz!

    ResponderExcluir
  2. Que as pessoas não esqueçam que nossa luta é contra o PECADO e não contra o PECADOR. Denunciar o pecado e trazer o pecador à Luz do amor de Deus, sempre serão os alvos do crente em Jesus! Glória a Deus pela sua vida.

    ResponderExcluir